Uso de lixeiras e um novo olhar podem ser soluções para problemas das cidades


Publicado em 28/10/2015

Acompanhar as notícias sobre as trágicas transformações no mundo pode sensibilizar as pessoas, mas o resultado quanto à mudança de hábitos poderia ser mais abrangente e significativo. Muita gente não se deu conta de que vivemos em rede, por isso um ato simples de utilizar uma lixeira no escritório, em casa ou mesmo em vias públicas e ainda separar o lixo para a coleta seletiva pode ajudar na qualidade e no prolongamento da vida.

Como vemos o acúmulo de lixo diário tem crescido com o passar dos anos, pois com a política de consumo rápido que exige a nossa sociedade, o número de embalagens e de produtos com prazo de validade mais curto contribuem com o aumento da sujeira. Para se ter uma idéia 80% das embalagens são usadas somente uma vez. Imaginem quantas lixeiras são necessárias somente para este fim.

Ao adquirir lixeiras para a empresa, por exemplo, é pensado inicialmente que, para se trabalhar melhor e ter um bom rendimento, o funcionário precisa ficar em um ambiente limpo e organizado. Mas há outras implicações que estão por trás. Por isso, já existem muitas empresas que utilizam lixeiras para separação do lixo e este tipo de atitude agrega valor à marca, conscientiza os funcionários e ainda mantém o local de trabalho agradável.

Só a cidade de São Paulo produz, em média, 15 mil toneladas de lixo por dia. E nem todos sabem que, desta quantidade, não são apenas os materiais como papel, plástico, metal e vidro separados nas lixeiras - destinadas para coleta seletiva - que podem ser reciclados. Já existem programas para reciclagem do lixo orgânico, como aqueles resíduos deixados em feiras livres.

Os negócios sustentáveis têm sido uma das metas de empresas para alavancarem seus interesses financeiros através de ações ligadas ao meio ambiente. Porém, as atividades não estão focadas apenas no crescimento econômico. Implantar programas de sustentabilidade, incentivar os funcionários a multiplicarem estas ações vai muito além, assim como decidir comprar uma lixeiras.



Comente!